SOU O PIOR ENTRE OS PIORES.

10:48Apenas Evangelho

Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.
I Timóteo 1:15















Por Sandro VS

Paulo sempre expressou claramente sua gratidão a Deus, isso fica claro quando, por exemplo, inicia suas cartas confessando aos seus leitores que sempre agradecia a Deus por eles. 

Mas aqui Paulo agradece a Cristo pelo seu ministério e, estranhamente, não o faz olhando para frente, ou seja, olhando para a quantidade de irmãos que, salvos em Cristo e fazendo parte da igreja, eram alvos de sua gratidão, mas mostra esta gratidão olhando para trás. 

Mesmo não tendo explicações próprias para o porquê de Cristo tê-lo escolhido, Paulo sabe que isso só aconteceu devido uma vontade muito maior que a sua, ou seja, algo que o revestiu e o fez confiante ao ordená-lo a serviço do Evangelho. 

Toda essa gratidão está ancorada em uma GRAÇA que nunca se pautou em uma possível troca de favores, ou seja, o apóstolo tinha certeza que isto nunca foi compensação de algum mérito seu, pois seu passado não trazia nenhuma qualificação para tal serviço, pelo contrário, o que ele sempre realizou na vida foi um desserviço ao Evangelho. 

Tinha sido um blasfemador, ou seja, um acusador da igreja e difamador de Deus. Tinha sido um perseguidor, ou seja, tinha tomado todos os meios que estavam ao seu alcance sob a lei judaica para aniquilar a Igreja cristã. 

Mas tinha sido também um injuriador, o que no idioma grego, é um adjetivo terrível. A palavra significa uma espécie de sadismo arrogante, descreve um homem que inflige dor e injúrias pela pura alegria de fazê-lo, ou seja, é uma pessoa que inflige uma ofensa e não ganha nada que já não possua, mas apenas se deleita em sua crueldade e no sofrimento do ofendido. Nesta palavra há um deleite sádico em infligir dor. 

Mas para Paulo toda esta sua monstruosidade humana não significou nada perto da GRAÇA divina revelada em Cristo, por isso ele considera valorosa e verdadeira a palavra do Evangelho que, resumidamente, diz: 

“Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal”

Paulo aqui não resume a obra da cruz como sendo exclusivamente ao seu favor, ou seja, “tudo começou comigo”, mas sim deixa um caminho para que seus leitores também encontrem prazer nesta GRAÇA sem medidas, pois para Paulo a graça só faz sentido para aquele que enxerga o pior em si. 

Paulo não está se orgulhando querendo ser o pior entre os piores, mas está mostrando que o caminho mais curto para se valorizar esta GRAÇA é se assumindo pecador. 

Mesmo que não houvesse nenhuma outra criatura no mundo e só eu existisse na face da terra, o sacrifício de Cristo seria necessário para minha salvação, então por mais que Cristo tenha vindo para salvar os pecadores, esta salvação só terá sentido para você quando você passar se enxergar como aquele que estava totalmente condenado, mas que foi salvo desta condenação inevitável. 

Por isso, não me impressiona o fato de Deus ter amado o mundo e entregue Seu filho por ele, mas o que me impressiona é Ele ter feito isto por mim. 

Soli Deo Glória!

Talvez possa Querer Ler Também

0 comentários

Postagens Populares

Formulário de contato