E AS VIRGENS LOUCAS?

12:35Apenas Evangelho

Por Flávio Santos

Leia Mateus 25. 1 - 13


O Novo testamento tem 260 capítulos, nos quais se fala quase 300 vezes sobre a volta de Jesus. Quem professa a fé cristã acredita nas promessas bíblicas acerca da volta de Jesus e, não somente acreditam, mas, vivem uma vida em vigilância e preparação para esse encontro com o Noivo e participação no banquete do Reino dos céus. 

O propósito da parábola das dez virgens é incentivar os discípulos a manterem-se preparados e vigilantes, pois o Noivo voltará para encontrar com sua noiva e entrarem juntos para as bodas. 

A parábola é sobre dez damas de honra que esperam a volta do noivo e acabam dormindo pela demora do prometido. Apesar de apenas cinco terem entrado para o banquete, essas virgens têm muitas coisas em comum: esperam para ter um encontro com o noivo; sabem que precisam estar preparadas, com suas lâmpadas acesas, para o encontro com o noivo; dormem com a demora do noivo; ouvem o grito do anuncio da chegada do noivo. 

O que as difere é que umas são insensatas e outras prudentes. E as características das loucas que fazem com que não entrem para o banquete do Reino são: não possuem azeite para manter as suas lâmpadas acesa, como as lâmpadas são pequenas é preciso ter sempre azeite numa vasilha para manter a chama acesa; acham que podem emprestar azeite para que as lâmpadas não se apaguem; acreditam que na última hora há a possibilidade de preparar-se para o encontro com o noivo; conhecem o noivo, mas não são conhecidas Dele; não estão preparadas para o dia do banquete nupcial. 

Apesar de loucas, estas virgens fazem parte da igreja que espera a volta de Jesus. O problema é que não estão preparadas e muito menos vigiando para esse grande dia. 

Será que você tem sido prudente e vigilante na espera da volta do Noivo, ou tem sido como virgem louca nesta espera? 

Cuidado para não faltar o azeite que mantém a chama de sua comunhão com Deus acessa. Cuidado para não viver uma vida acreditando que este azeite pode ser emprestado, ou seja, você pode viver de “empréstimos” de espiritualidade no aguardo do Noivo. Cuidado para não viver uma vida acreditando que na última hora você poderá entrar para as bodas, depois que a porta da graça estiver fechada. Cuidado para não viver uma vida acreditando que você conhece o Noivo, mas nunca foi conhecido Dele. Cuidado para não viver uma vida sem preparação e vigilância para o grande Dia. 

Cuidado, o Noivo está voltando, o grito será dado, a trombeta será tocada, e você está se preparando e vigiando? 

Vigie nisso!


Talvez possa Querer Ler Também

0 comentários

Postagens Populares

Formulário de contato