HOSANA!

10:06Apenas Evangelho


por Sandro VS

Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito o Rei de Israel! Jesus, conseguindo um jumentinho, montou-o, conforme esta escrito: "Não temas, ó filha de Sião; o teu Rei vem montado sobre a cria de uma jumenta". João 12: 13-15

Era a época da Páscoa, tanto Jerusalém como seus arredores estavam com suas instalações lotadas de peregrinos, é este o momento que Jesus escolhe para cumprir algo crucial no Seu ministério. 

A repercussão da ressurreição de Lázaro já havia feito com que as autoridades decidissem prendê-lo e matá-lo, portanto, ao vir a Jerusalém, a discrição seria a decisão mais apropriada, isto é, qualquer "procurado" que decidisse entrar na cidade nesta época aproveitaria o alvoroço da Páscoa e o faria à noite, mas se trata do CRISTO e da manifestação da salvação de Deus, por isso Jesus o faz à luz do dia e acompanhado de uma multidão. 

Existem alguns significados na saudação do povo, tanto no cântico quanto na manifestação. 

A palavra Hosana é o equivalente hebreu de "Salve agora!", com esta exclamação o povo queria dizer mais ou menos o seguinte: "DEUS SALVE O REI!". O restante do cântico é a citação de um Salmo: "Bendito o que vem em nome do Senhor" (Salmo 118:26), este é um dos Salmos entoados com frequência na liturgia celebrada no Templo e não só isto, mas também era parte do grande ritual da páscoa. 

A manifestação do povo, cortar e agitar os ramos de palmeira, também não foi novidade da história israelita, pois foi isso que fizeram os amigos de Jeú quando o proclamaram rei (II Reis 9:13) e também quando, no período interbíblico, Simão Macabeu entrou em Jerusalém depois de uma de suas vitórias mais notáveis. 

Não existe dúvidas de que quando o povo entoava este salmo e fazia tal manifestação estava declarando Jesus como o Messias, o Cristo ou o Ungido de Deus, isto é, Aquele que havia de vir, mas o problema é que esperavam por este momento como o soar das trombetas chamando todos a tomar suas armas para se lançarem à vitória sobre Roma e sobre o resto do mundo. 

Assim a entrada de Jesus é tão significativa quanto a saudação do povo. 

Jesus chegou como um Rei, mas na forma que ninguém esperava, ou seja, humilde e cavalgando um jumento. O verdadeiro significado dessa ação está no contexto histórico oriental, isto é, em uma cultura ocidental como a nossa o jumento é um animal desprezado, mas na cultura oriental é um animal nobre, pois muitos reis costumavam cavalgar jumentos, principalmente quando sua presença significava missão de paz, portanto, o cavalo montado por um rei era sinal de guerra, mas o jumento montado por ele era sinal de paz, de maneira que quando Jesus afirma que é Rei, afirma que Seu reino é de paz. 

Com isto Jesus demonstra que não veio odiar o inimigo, mas sim amá-lo, não veio condená-lo, mas sim salvá-lo, não veio reinar com o poder das armas, mas sim com a força do amor. 

O que Jesus pede como Rei não é um trono terreno, mas sim o coração humano. 

Nisto consiste o reino anunciado pelo Evangelho, a paz entre Deus e os homens proclamada pelo Seu Rei que veio em nome do Senhor! 

HOSANA AO REI! 

Soli Deo Glória!

Talvez possa Querer Ler Também

0 comentários

Postagens Populares

Formulário de contato