O ANO ACEITÁVEL DO SENHOR.

10:02Apenas Evangelho

O Espírito do Senhor esta sobre mim, porque me ungiu para anunciar as boas novas aos pobres, enviou-me para proclamar libertação aos presos e restauração da vista aos cegos, para por em liberdade os oprimidos e para proclamar o ano aceitável do Senhor. E fechando o Livro, devolveu-o ao assistente e sentou-se, os olhares de todos estavam fixos nele. Então ele começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta passagem da escritura que acabais de ouvir.
Lucas 4: 18-21







por Sandro VS

Nazaré, por mais que não fosse a cidade onde Jesus nascera, foi onde ele cresceu e passou grande parte de sua vida, por isto é chamada de "Terra Natal" de Jesus. Nazaré também não marca o início do seu ministério, pois, foi só quando já tinha feito alguns milagres e pregado nas sinagogas da redondeza, que Jesus voltou à sua cidade. A essa altura, já havia se espalhado a notícia de que havia em Nazaré um homem que operava milagres, de modo que sua família, amigos e vizinhos estavam ansiosos para vê-lo e ouvi-lo. 


Como era de costume, Jesus foi à sinagoga em um sábado para cultuar. O culto típico da sinagoga começava com a invocação da bênção de Deus, seguida da recitação de uma confissão de fé, na sequência, era costume ter um sermão curto, trazido por um dos homens da congregação ou, ainda, por um rabino visitante. 

O visitante foi Jesus, e sua leitura incluiu a passagem de Isaías 61:1-2, o que o povo não esperava é que o sermão começasse com uma aplicação forte e decisiva, "Este escrito se aplica a mim!", o que culminou em admiração e dúvida quanto à veracidade da aplicação, pois quem frequentava a sinagoga sabia que este texto se aplicava ao Messias, por isso, todos ficaram estarrecidos quando Jesus declarou abertamente que havia vindo para proclamar o "ano aceitável do Senhor"

Este termo é uma referência ao "ano do jubileu" descrito em Levítico 25, de sete em sete anos a terra devia descansar (ano sabático) e após uma sequência de sete anos sabáticos, no quinquagésimo ano, era o ano do jubileu. O propósito maior desse ano era equilibrar o sistema econômico de Israel, pois os escravos eram libertos e voltavam para suas famílias, a propriedade que havia sido vendida era devolvida aos primeiros donos, e todas as dívidas eram canceladas. 

Segundo o comentarista Warren Wiersbe: "Jesus aplicou tudo isso a seu ministério, não em termos políticos ou econômicos, mas, em sentido físico e espiritual. Sem dúvida, havia trazido as boas-novas da salvação aos pecadores falidos, e cura aos aflitos e rejeitados. Havia livrado muitos da cegueira, da escravidão de demônios e de enfermidades. De fato, era um "ano de jubileu" espiritual para a nação de Israel!"

Por isso, conhecendo os seus corações, Jesus explica e aplica melhor o texto lido a partir de um provérbio popular: "médico, cura-te a ti mesmo!" que significa "faça um milagre!", isto é, desejavam que realizasse em Nazaré os mesmos milagres que havia feito em Cafarnaum, mas ele se negou a os atender. 

Ao que Jesus diz que isto não era novidade, pois o mesmo Elias foi enviado a uma viúva estrangeira quando a seca atingiu Israel enquanto havia muitas viúvas na nação, e Elizeu foi levado a atender o leproso Naamã enquanto havia muitos leprosos em Israel, ou seja, o "ano aceitável do Senhor" se cumprirá mesmo que a nação do Senhor não queira sua aceitação, pois, assim como nos tempos dos profetas, existem muitos gentios a espera desta libertação. A concretização deste ano aceitável era realmente a morte do Cristo, mas não da maneira que os religiosos queriam, por isso, foram frustrados na sua tentativa de matar Jesus jogando-o de um penhasco, pois foi na morte de Cruz do Cristo que esta aceitação ficou estabelecida. 

Para aqueles que esperam apenas por milagres, Jesus e Isaías dizem: Hoje é o ano aceitável do Senhor para aqueles que crerem APENAS no EVANGELHO

Soli Deo Glória!


Talvez possa Querer Ler Também

4 comentários

  1. Amém!!!
    Glória a Deus pela vida de quem escreveu o texto!
    Estou emocionado e amando mais ao Senhor Jesus após a leitura.
    Obrigado por compartilhar a Palavra, e que o próprio Espírito o recompense!

    ResponderExcluir
  2. Paz Douglas!
    Que bom que este texto lhe alegrou e espero que este blog sirva sempre para alegrá-lo.
    Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Muito abençoado este texto! Deus abençoe esse trabalhão importantíssimo que é pregar a Palavra.
    Visite meu blog: elshaddayvivo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. O ano aceitável do Senhor é a essência do ano do jubileu e do ano sabático.

    Confira mais informações em:
    http://ameabiblia.blogspot.com.br/2014/09/o-ano-aceitavel-do-senhor.html

    ResponderExcluir

Postagens Populares

Formulário de contato